Em demanda da biblioteca de Fernão de Magalhães

Coord.: Rui Manuel Loureiro

BNP

1

2019

pt

9789725656532

iLEIO | PCs Apple App Store Android no Google Play


capa mole
20,00 €

A passagem do quinto centenário do início da primeira viagem de circum-navegação do globo terrestre suscitou a pergunta sobre que leituras teriam fundamentado o projeto do navegador português Fernão de Magalhães e que livros poderia ter possuído. A ideia de rumar ao arquipélago de Maluco pela via do poente deveria ter-se baseado em cuidadas leituras de guias náuticos, roteiros, tratados geográficos e relatos de viagens. Mas de Magalhães apenas se conhecem algumas cartas e memorandos e há notícia certa de ter possuído um único livro. Porém, ao longo de uma carreira ultramarina que decorreu em regiões da África Oriental, da Índia, da Ásia do Sudeste e de Marrocos, Fernão de Magalhães teria decerto possuído ou manuseado obras impressas e manuscritas relacionadas com esses espaços geográficos e com o movimento de expansão ibérica então em curso. Além disso, na década de 1510, a conceção de um projeto de navegação para as «ilhas das especiarias» por uma rota ocidental implicaria ainda o conhecimento de obras relacionadas com a navegação astronómica e com a geografia do Novo Mundo.
Nesta obra, que acompanha a exposição homónima, ensaia-se a tentativa de identificação dos livros que o navegador português teria possuído ou manuseado: a biblioteca de Fernão de Magalhães. Além do catálogo, que inclui também as obras sobre Fernão de Magalhães, bem como os mapas que este terá usado, esta obra conta ainda com uma detalhada introdução de Rui Loureiro, e quatro estudos complementares, «Magallanes en España», de Juan Gil, «Los cronistas españoles del viaje de Magallanes-Elcano, de Consuelo Varela, «Em torno do globo: Magalhães, Pigafetta e a carta Hazine, 1825 183», de Dejanirah Couto, e «A presença de Fernão de Magalhães nas crónicas portuguesas», de José Manuel Garcia.
Índice não disponível.
Assunto não disponível.
Licença Impressão
Acesso Perpétuo 26 paginas a cada 30 dias

Leitura online: um utilizador por sessão (sem simultaneidade)
Leitura offline (com a APP): máximo de 2 dispositivos em simultâneo